segunda-feira, 17 de setembro de 2007

Lura (Cabo Verde)

Ontem fui ao concerto da Lura. Confesso que nunca tinha ouvido falar, até porque não sou grande fã de ritmos africanos mas a quilómetros de casa ouvir cantar em criolo soa a algo familiar. Além disso ela agradecia sempre com um "obrigada" que soava bem à português. Chegamos meia hora antes e os lugares já estavam quase todos cheios e às 8h em ponto (hora marcada para o ínicio do concerto), o povo começa a bater palmas e só parou quando alguém subiu ao palco a dar inicio ao concerto. Que é isso de começar com atrasos? Aqui não há disso?! A Lura é dona de uma voz poderosa, de uma simpatia enorme e claro, nem o rebolar gostoso faltou. Verdade seja dita que os polacos ajudaram em muito à festa, pois se são um povo mais frio em determinados tipos de relação, no que diz respeito a concertos são bem mais quentes e interactivos. Ela conseguiu pô-los a cantar em criolo, coisa que fizeram a plenos pulmões e até a dançar! É que no final ela disse que tinham que dançar e ninguém se fez rogado! Salta tudo para a frente do palco a abanar os esqueletos, naquela forma tão tipica que eles têm. Acho que até a própria Lura se surpreendeu, pela positiva claro (até eu!!!)! Resumindo gostei e é para voltar a repetir. Aqui ficam algumas fotos.

Nesta ve-se a cabecita dos polacos que andavam a dançar em frente ao palco. É sempre bom ouvir-se o artista a 1m de distância

3 comentários:

Lee disse...

Adoro aquelas pretas gordas e lindas!!

Zana disse...

hehe...e tu n foste dançar pk?
devias ter ido abanar o eskeleto cm os polacos e mostrar-lhes cm se dança.lol

Sara disse...

Zanita... eu tb la estava... so que eles atropelaram-me e estava à minha frente! Mas claro que eu tb fui abanar o esqueleto!