quarta-feira, 21 de maio de 2008

Dresden, Alemanha

A semana passada estive a trabalhar em Dresden, com um dos meus parceiros de projecto. Foi uma semana difeente e que me fez perceber muita coisa. Lá os horários são normais e voltei a ter tempo de almoço. Como eles também gostam de sol como eu, almoçavamos sempre ao sol e havia ainda tempo para o cafezinho a seguir, na esplanada... mesmo à portuga! Foi o suficiente para quando voltei a minha chefe esclamar "Mas não ias trabalhar? Porque é que vens mais morena?". É coisa que ela nem polaco algum vai entender, é a rapidez de ganhar alguma cor. Mas isso fica para outro post! O instituto, de sigla IFW é fantástico, com imensa gente de todo o mundo e onde o ingles é a principal lingua. A segurança é cumprida ao máximo e as instalaçoes estão preparadas para tudo! No fundo, foi para trabalhar num lugar assim que eu fui para a carreira cientifica, mas perdi-me no caminho e vim parar à Polonia! Bem, nem tudo está perdido, porque outras oportunidades virão. Estive na biblioteca principal da universidade e ia chorando de emoçao. É simplsmente fantastica! É impossivel descrever. Enorme, acessivel, com todas as condiçoes que possam imaginar! Um lugar daqueles que dá vontade de estudar e ler sem parar! Inclusivé podem-se alugar gabinetes privados para passar o dia a fazer pesquisa! É por essas e outras coisas que a Almanha tem a fama que tem... organizaçao e desenvolvimento são as palavras chave!

Da cidade em si vi muito pouco, pois não tive tempo, mas o que vi estava bem mais bonito que em Dezembro. Tudo muito verde e cheio de flores, turistas, calor.

2 comentários:

Bruno Raposo disse...

Sei que vou levar nas orelhas pelo que vou dizer a seguir, mas... Eu tenho (alguma) razão quando digo que os países de leste não são bons para o europeu comum. As cidades, as pessoas, o quotidiano são diferentes. Os costumes são outros! E basta dar um saltinho ao país do lado para vermos isso. É como queixar-se de Portugal. Quem se queixa, é porque nunca experimentou pior. Portugal é sem dúvida um paraíso à beira mar plantado.
Coragem amor! A "Europa" está de braços abertos à tua espera! Vem!!

Anónimo disse...

O senhor do comentário acima é um perfeito idiota!