sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Ostatni bal polichtekniki

Ou seja, o ultimo baile (festa) da minha universidade. Não, não a vão deitar abaixo se bem que... apenas se fundiu com uma universidade vizinha e agora vai mudar de nome. Soube da festa apenas algumas horas antes. Pelos vistos todos iam lá estar e a coisa prometia... Mas não foi bem assim, e várias coisas contribuiram para isso:
1- Disseram-me que o traje era formal e que devia ir vestida como as pessoas do cartaz (vestido e tal). Pensei na ultima vez que me disseram isso no nobel cá do sitio, onde era a unica de vestido (tão) formal. Assim desta vez optei por uma coisa mais simples e menos chique. Pois... mais uma vez foi a opção errada! Toda a gente de preto e brilhantes e eu de vermelho. Toda a gente descapotavel e eu de mangas compridas. Toda a gente de sapatos e eu de botas (devem ser parvas, com 0ºC lá fora!!!). está visto que não tenho jeitinho nenhum para estas coisas. Ok, não era assim tão mau. Havia piores que eu... tipo vestidos ás flores de verão com sandálias de salto de palha!
2- A companhia também não era a melhor. Fui com um casal de namorados. Ele trabalha comigo e é ela quem veste as calças lá em casa. Parva que até doi. Afinal do pessoal que trabalhava quase mais ninguém foi. Conhecia alguns mas mal. Ninguem dançava. Diziam que não gostavam da música! A meu ver a musica estava muito boa, mas isso sou eu. Depois de tantas noites no Kalmaria em évora (xiiiii do que eu me fui lembrar), qualquer coisinha é melhor!
3- Eu estava numa de me divertir à maluca no matter what. Então quando me apresentaram as 3 galinhas, lá fui dançar com elas. Eram 3 raparigas, sempre muito juntinhas e aos segredinhos e a compor o cabelo/vestido/maquilhagem umas das outras de 5 em 5 minutos. Obvio que 4 seres femininos na pista deram nas vistas e lá vinham os polacos de nariz comprido a meter-se connosco. Bem, era mais com uma delas, que a meu ver era a mais gira. As outras não eram más, mas aquele ar aterrorizador e sem mostrar os dentes não ajudou! Uma delas falava comigo de vez em quando em inglês. As outras olhavam de alto abaixo como se fosse um favor que me estava a fazer, deixarem-me dançar com elas. Tive certeza quando fomos à casa de banho. A mais fixe foi directa para a nossa mesa e as outras parvas passaram à frente da fila na casa de banho. Como sou decente e respeito os outros fiquei na fila. Ao passarem por mim não me dirigiram a palavra e ainda empinaram o nariz. Cheguei à mesa estava a outra rapariga já preocupada comigo! Agradeço a preocupação... mas sou gaja para 25 anos e com calos em discotecas... e ainda me hão-de explicar como é que alguém se consegue perder quando se tem uma mesa reservada que não sai do mesmo sitio!
4- Ponto alto da noite! O unico polaco que estava lá e não tinha medo de falar inglês comigo, perguntou-me "mas és inglesa ou americana?". Eu? Ele disse-me que eu não tinha sotaque nenhum! Claro que isto era um polaco a falar! Mas ainda assim fiquei contente!
5- Depois de um tempo, o casal amigo foi-se embora, eu comecei a cansar-me, troquei a ultima cerveja por uma cola e fui para casa. Muito boa a festa, mas com a companhia errada.

3 comentários:

Jorge Pessoa e Silva disse...

Mas terminaste a noite com aquela que espero que seja a tua melhor companhia: tu mesmo.

Beijinhos

Cláudia disse...

Olá! Não há nada que não te aconteça? O teu Blog é só rir!
Faltam 2 semanas para rumar a Polónia: houve mudanças de planos e já não vamos a Szczecin =/
Não sei o que hei-de pôr na mala. Vou passar o Ano aí. Devo levar um vestido de alças e sandálias para nao destoar das locais? hehehe

bjs

Sara disse...

Eu sei que estás a brincar, mas se vieres passar o ano a um clube ou festa é a melhor opçao... vestido, sandálias e muitos muitos brilhantes!!! Ah e a maquilhagem que nem uma barbie, claro!

Boa viagem e divirtam-se!